Pedras Que Rolam, Objetos Luminosos: Jussara Silveira

Cantora revisita canções emblemáticas de Beto Guedes e Ronaldo Bastos

Teca Lima 14/10/15 11:46 - Atualizado em 14/10/15 11:59

Detalhe da Capa do CD "Pedras Que Rolam, Objetos Luminosos", de Jussara Silveira (Foto: Globo.com)

Beto Guedes e Ronaldo Bastos formaram uma das mais importantes parcerias da música brasileira das décadas de 1970 e 1980 - período em que a música de Minas Gerais, em especial a do Clube da Esquina, mostrou-se uma das mais instigantes e inspiradoras, e colecionou fãs apaixonados. Ronaldo Bastos, fluminense mas ativo integrante do “clube”, produziu os três primeiros álbuns de Beto Guedes, os mais importantes da carreira do mineiro: A Página do Relâmpago Elétrico, Amor de Índio e Sol de Primavera. Discos que trazem canções emblemáticas do período e da carreira de ambos.

Dez momentos dessa parceria, que juntava um multi-instrumentista e autor de ricas melodias a um grande letrista, estão em Pedras que rolam – objetos luminosos, recriadas por Jussara Silveira com enorme beleza. A cantora que se cresceu na Bahia, mas é mineira de Nanuque, faz pela primeira vez um mergulho na música de seu estado natal. Jussara fala sobre a ideia que originou o álbum.


A produção coube a dois companheiros de outros projetos de Jussara: Sacha Amback, pianista, arranjador e programador; e o baterista e percussionista Marcelo Costa, que optaram por imprimir contemporaneidade às belas canções, sem alterar na essência os arranjos originais das requintadas harmonias de Beto Guedes. Assim como Jussara, que também tomou como referência o canto especial de Beto e se veste das canções com extrema delicadeza.

O repertório contempla grandes sucessos da dupla como “Amor de Índio”, “O Sal da Terra” e “Sol de Primavera”, e resgata alguns “lados b” como “Rio Doce”, “Choveu” e “O amor não precisa razão” (ouça ao final). Temas carregados de um amor pelas coisas naturais, sonhos de paz e ligação com a terra. Canções que voltam revitalizadas pelos arranjos e a interpretação precisa de Jussara, mas que conservam a leve brisa de encanto juvenil e emotividade, transportando a um tempo passado, que deixou saudade. As fotos de capa com os artistas quando jovens reforçam essa sensação. Nada que diminua o enorme prazer de ouvir os temas carregados dessa intensa luminosidade.

Faixas:

01. Pedras Rolando (Beto Guedes / Ronaldo Bastos)
02. O Amor Não Precisa Razão (Beto Guedes / Ronaldo Bastos / Ricardo Milo)
03. Rio Doce (Beto Guedes / Ronaldo Bastos / Tavinho Moura)
04. Amor de Índio (Beto Guedes / Ronaldo Bastos)
05. Lumiar (Beto Guedes / Ronaldo Bastos)
06. A Página do Relâmpago Elétrico (Beto Guedes / Ronaldo Bastos)
07. Tanto (Beto Guedes / Ronaldo Bastos)
08. Choveu (Beto Guedes / Ronaldo Bastos)
09. Sol de Primavera  (Beto Guedes / Ronaldo Bastos)
10. O Sal da Terra (Beto Guedes / Ronaldo Bastos)

Ficha Técnica:

Direção Artística: Leonel Pereda e Ronaldo Bastos
Produção Executiva: Leonel Pereda
Coordenação de Produção: Marcela Boechat
Produção: Sacha Amback e Marcelo Costa
Músicos: Sacha Amback, Marcelo Costa, Zeca Assumpção, Alberto Continentino, Mauricio Negão, Tuco Marcondes, Milton Guedes, Jacques Morelenbaum.
Projeto Gráfico: Beto Martins
Foto de Capa: Rodrigo Ferdinand
Foto Beto Guedes e Ronaldo Bastos: Cafi
Realização: Dubas

 

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.