A força e a fragilidade das mulheres

Celebrando o Dia Internacional da Mulher neste 8 de março, uma seleção de canções sobre o universo feminino

Laura Mayumi 07/03/14 21:32 - Atualizado em 07/03/14 21:52

A cantora Anelis Assumpção, filha de Itamar; ambos estão presentes na playlist dedicada ao Dia Internacional da Mulher (Divulgação/Ana Turra)

Mulheres que cantam sua própria força e fragilidade, homens que homenageiam suas musas.

Abrimos com Anelis Assumpção em "Mulher segundo meu pai", mostrando um pouco da visão poética que Itamar Assumpção tinha das mulheres. Em seguida, o próprio Itamar canta letra de Alice Ruiz, "Milágrimas". Aqui, ele convida a mulher a entender seu poder de modificar momentos difíceis, ao mesmo tempo que louva a importância e a beleza de suas lágrimas - “a cada mil lágrimas sai um milagre…”.

Em "Pagu", música de Rita Lee e Zélia Duncan, aqui na voz de Maria Rita, uma homenagem à jornalista e militante feminista que revolucionou a imagem da mulher brasileira nos anos 1930. Elis Regina conta a vida de uma mulher solitária em "Ela". Ana Cañas questiona o papel da mulher na vida do homem com "Mulher o suficiente".

Tom Zé, em "Beatles a Granel", de 2005, faz uma releitura de "Amar", composta por ele mesmo em 1992. À música original ele adiciona uma segunda voz, feminina, fazendo um contraponto com os versos supostamente românticos cantados pelo homem. Essa é apenas uma das faixas do genial álbum Estudando o Pagode na Opereta Segregamulher e Amor, todo dedicado a observar e discutir a repressão e as dores sofridas pelas mulheres ao longo dos séculos.

Outros artistas presentes na seleção são André Abujamra, Jorge Ben, Chico César, Moreno Veloso e claro, Chico Buarque, cantando suas mulheres ou se aventurando a desvendar seus mistérios.

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.