A música dos poetas

As parcerias de Manuel Bandeira com Gilberto Gil, Cecília Meireles com Fagner, Mario de Andrade com Dona Ivone Lara, Clarice Lispector com Frejat e Cazuza

Danilo M. Martinho 09/04/12 12:40 - Atualizado em 03/04/14 14:43

Poesia que vira música: Paulo Leminski e Clarice Lispector. (Reprodução)

Há quem diga que música é poesia e há quem faça da poesia uma música.

Esta playlist reúne dez poetas da língua portuguesa que tiveram seus versos revisitados por compositores da MPB. Algumas parcerias estão separadas por mais de três séculos, como é o caso de "Mortal loucura", de Gregório de Matos, morto em 1695, que ganhou vida e melodia em 2005, quando José Miguel Wisnik compôs para o espetáculo do grupo Corpo de Dança.

E quem imaginaria que uma poesia de Machado de Assis, autor de personagens como Brás Cubas e Quincas Borba, viraria um rock, destes de acordar a vizinhança? O poema "Suave Mari Magno" virou o "Rock do cachorro morto", gravado pelo Barão Vermelho no LP Barão ao vivo, de 1989. Uma parceria póstuma do escritor carioca com Guto Goffi e George Israel.

Há poemas que encontraram seu par musical recentemente. No CD Alegria (2008), da cantora Beatriz Azevedo, "Relicário" de Oswald de Andrade tem ritmo de frevo e poderia ser cantado em qualquer carnaval. O poema foi lançado originalmente no livro Pau-Brasil, em 1925.

As parcerias póstumas também causam polêmicas. Fagner sofreu processos da família de Cecília Meireles ao ser acusado de plágio quando lançou a música "Canteiros" em 1973. A canção continha versos do poema "Marcha". O LP Manera, Fru-fru, Manera, o seu primeiro de carreira, teve que ser reeditado. No lugar de "Canteiro", entrou "Cavalo de ferro". Embora o cantor e compositor cearense sempre enfatizasse em seus shows a coautoria, o encarte original do Manera não estampava o nome da poetisa. A discussão só terminou nos anos 2000 com um acordo entre Fagner e as filhas de Cecília Meirelles.

A playlist ainda conta com um blues de Clarice Lispector e canta o caminho para a Pasárgada de Manuel Bandeira no disco Estrela da vida inteira, homenagem ao centenário de nascimento do poeta que reuniu Gilberto Gil, Francis Hime, Milton Nascimento e Ivan Lins, compositores que criaram músicas para versos de Bandeira.

Repertório:

1. Eu rio em vez de chorar (Ivone Lara e Mario de Andrade), por Dona Ivone lara e Teca Calazans
2. As sem razões do amor (Tunai e Carlos Drummond de Andrade), por Tunai e Milton Nascimento
3. Vou-me embora para Pasárgada (Gilberto Gil e Manuel Bandeira), por Olivia Hime
4. Canteiros (Fagner e Cecília Meireles), por Fagner
5. Não: não digas nada (João Ricardo e Fernando Pessoa), por Secos e Molhados
6. Mortal loucura (Zé Miguel Wisnik e Gregório de Mattos), por Gonzaga Leal
7. O velho Leon e Natalia em Coyoacán (Vitor Ramil e Paulo Leminski), por Vitor Ramil
8. Relicário (Beatriz Azevedo e Oswald de Andrade), por Beatriz Azevedo
9. Que o Deus venha (Frejat, Cazuza e Clarice Lispector), por Cássia Eller
10. Rock do cachorro morto (Guto Goffi, George Israel e Machado de Assis), por Barão Vermelho

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.