Duetos

Roberto e Caetano, Tom e Caymmi, Alcione e Cássia Eller, Herbert Vianna e Gal Costa, Elis e Adoniran.

Eduardo Weber (músicas) | Gioconda Bordon (texto) 11/09/09 00:00 - Atualizado em 11/09/09 00:00

Músicas cantadas a duas vozes são particularmente atraentes. Nesta playlist, há algumas vozes que pouca gente apostaria que ficariam bem juntas, como Adoniran Barbosa e Elis Regina. Elis entra no espírito e no sotaque de Adoniran, numa canção que merece encabeçar a lista dos duetos, "Tiro ao Álvaro".

Muitas vezes, o encanto de certas parcerias está mesmo na aparente falta de harmonia entre elas. Outras duplas, ao contrário, dividem a mesma época, o mesmo estilo, a mesma evocação. Tom e Elis, Chico Buarque e Milton Nascimento, Caetano Veloso e Marina, formam duetos quase perfeitos, e acabam dando uma forma definitiva a algumas canções que até então sovam muito bem apenas a uma voz.

"Águas de março" com Tom e Elis ficará para sempre como a maior referência dessa canção, não importa quantas sejam as belas versões disponíveis, nem quantas ainda serão as gravações possíveis deste grande sucesso de Tom Jobim.

O compositor aparece também ao lado de outro grande nome. Com Dorival Caymmi , Tom canta "Saudade da Bahia", deixando no ouvinte uma saudade imensa da época em que os dois compositores produziam, cada um em seu estilo, as principais obras do cancioneiro do Brasil.

Alcione e Cássia Eller, juntas, não deixam o samba morrer, basta ouvir para crer. Nesta lista ainda cabem os Zecas, Pagodinho e Baleiro; Gal Costa e Herbert Vianna, sempre juntos em "A lanterna dos afogados", e uma parceira surpreendente: Nina Simone e Maria Bethânia em "Pronta pra cantar".

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.