Os Diagonais: entre o samba e o funk

Seleta musical de Jai Mahal pinça faixas dos dois discos da banda de Cassiano e Hyldon que ajudou a definir o rumo da soul music brasileira

Jai Mahal 22/08/12 14:37 - Atualizado em 16/07/14 10:34

Os dois discos d\'Os Diagonais: o primeiro (homônimo), de 1969, e o último, Cada um na sua, de 1971. Na sequência, Tim Maia, que contou com os serviços do grupo de Cassiano e Hyldon. (Reprodução)

Esta playlist é um resgate da raiz da soul music nacional. Quando se busca suas origens, procura-se os primeiros passos de Tim Maia, Hyldon, Cassiano, Carlos Dafé, Tony Tornado e outros pioneiros da "música negra nacional". Qual não é a surpresa ao se deparar com todos esses ídolos em torno de uma banda surgida antes do soul americano aportar no Brasil. Trata-se d'Os Diagonais, formação que sempre teve à frente Hyldon, Cassiano e seu irmão Camarão. Mas antes de misturarem "chicletesoul com sambanana", conduzem o grupo Bossa Trio, surgido em 1964. 

Na época do lançamento do LP inaugural d'Os Diagonais (1969), quem chega dos Estados Unidos é Tim Maia que, depois de se meter em encrencas na terra do Tio Sam, volta louco pra fazer sucesso. Por sorte, depara-se com a trupe de Hyldon e Cassiano afiadíssima e sintonizada com as mesmas vibrações sonoras que ele. É com o grupo que Tim grava seus primeiros álbuns. Sabe aquela levada de "Coroné Antonio Bento" (Luis Wanderley e João do Vale), registrada em disco do Síndico de 1970? Então, o balanço instrumental é d'Os Diagonais.

Este mesmo álbum apresenta uma versão funkeada de "Na Baixa do Sapateiro", clássico de Ary Barroso regravado oito anos depois com sucesso por outro grupo carioca que investe na mistura samba, jazz e funk, a Banda Black Rio.

Em 1971, o time lança seu segundo disco, Cada um na sua. O título do vinil antecipa o destino de seus integrantes. E não dá outra: além da ruptura com Tim Maia, Cassiano e Hyldon partem para voos-solos. Os dois álbuns d'Os Diagonais se tornam relíquias da soul music tupiniquim. Para mostrar o tempero do grupo, esta playlist reúne faixas do disco de 1969 (as cinco primeiras) e do derradeiro, de 1971 (oito posteriores). Som na caixa!

Repertório:

1. Na Baixa do Sapateiro (Ary Barroso) / Helena Helena (Antonio Almeida e Constantino Silva)
2. Não dá pra entender (Genival Cassiano)
3. Praça Onze (Herivelto Martins e Grande Otello) / Bat macumba (Gilberto Gil e Caetano Veloso)
4. Solução (Raul Sampaio e Ivo Santos) / Cabelos brancos (Marino Pinto e Herivelto Martins)
5. Meu Cariri (Rosil Cavcalcanti e Dilú Melo)
6. Todo meu amor (Cassiano)
7. Atrás do sorriso (Amaro e Carlinhos)
8. Eliana (Cassiano)
9. Nem adeus (Amaro e Carlinhos)
10. Não vou chorar (Cassiano)
11. Novos planos para o verão (Luis Vagner e Tom Gomes)
12. Cada um na sua (Os Diagonais)
13. O mal passará (Cassiano e Marcos)

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.