Eduardo das Neves, o trovador da malandragem

Era também compositor e palhaço de circo. Daí a alcunha de “palhaço negro”. A crônica social serviu de tema para os versos debochados do letrista.

da redação 23/07/10 14:40 - Atualizado em 23/07/10 14:40

Quais foram os grandes cantores do início do século XX? Eduardo das Neves foi um deles. Ou Dudu das Neves, como também era conhecido.

Era também compositor e palhaço de circo. Daí a alcunha de “palhaço negro”, como também o chamavam. A crônica social serviu de tema muitas vezes para os versos debochados do letrista.

Eduardo das Neves nasceu em 1874 e foi um dos pioneiros a gravar discos no Brasil, ao lado de Mário Pinheiro, Baiano e Cadete. Gargalhadas faziam parte de sua interpretação em boa parte do repertório que gravou.

O carioca Dudu Neves lançou canções que chegaram aos nossos dias como “Luar do sertão”, de Catulo da Paixão Cearense, “Oh Minas Gerais”, uma versão dele mesmo que se tornou hino do Estado brasileiro e, ainda, foi o lançador do compositor de sambas Sinhô.

Nesta edição do programa os historiadores de música popular brasileira Ricardo Cravo Albin, Jairo Severiano e Miguel Ângelo de Azevedo, o Nirez comentam a carreira do artista que gravou de 1902 a 1919, ano de sua morte.

O cmais+ é e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.