25 anos sem Aloysio de Oliveira

“Eu nasci de banda virada pra Lua”

Eduardo Weber 06/01/20 15:00 - Atualizado em 15/01/20 10:33

Bando da Lua (Divulgação)

Ao publicar seu livro de memórias, De banda pra Lua, Aloysio de Oliveira escreveu: “a sorte fez com que o sucesso me acompanhasse durante toda a minha vida. Meus sonhos de infância e adolescência no Catete forma-se tornando realidade de maneira muito natural e divertida”.

 

Falecido há 25 anos, o compositor, violonista, produtor de discos, diretor de gravadoras Aloysio de Oliveira é considerado um dos nomes mais importantes da história da música popular brasileira do século XX. Os motivos são muitos. Citemos alguns:

 

Foi integrante do Bando da Lua, conjunto que acompanhou Carmen Miranda nos Estados Unidos. Foi responsável pelo lançamento do álbum “Chega de Saudade”, de João Gilberto. Produziu o primeiro álbum de vários artistas de renome, entre eles Sylvia Teles, Elza Soares, MPB-4, Nara Leão e Edu Lobo. Foi o criador da gravadora Elenco, uma empresa sem igual na indústria fonográfica brasileira nos anos 1960. Se todos esses feitos não bastassem, Aloysio de Oliveira assessorou Walt Disney, Bing Crosby e Sarah Vaughan. Mais: foi parceiro importante de Tom Jobim em vários  títulos, entre elas “Dindi”, “Inútil Paisagem” e “Só Tinha de Ser Com Você”.

 

A homenagear o artista, o Estúdio F,apresenta registros do Bando da Lua, de Elis Regina, Sylvia Telles, Vinicius de Moraes, Dorival Caymmi, Carmen Miranda e ainda do próprio Aloysio de Oliveira interpretando “Somente o necessário” (da trilha sonora do filme Mogli) e “Aquarela do Brasil” (da trilha sonora do filme Alô, Amigos).

 

Ele nasceu no Rio de Janeiro em 20 de dezembro de 1914. Faleceu em Los Angeles 04 de fevereiro de 1995.

_______________________________________________

Estúdio F – momentos musicais da Funarte

437

Aloysio de Oliveira

Quarta-feira, 15 de janeiro de 2020, às 9 e às 17 horas.

Apresentação: Pedro Paulo Malta

O cmais+ é e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.