Agepê

25 anos da morte do primeiro sambista a vender mais de um milhão de discos.

Eduardo Weber 26/08/20 08:59 - Atualizado em 26/08/20 09:01

Antonio Gilson Porfírio, Agepê (Divulgação)

Antonio Gilson Porfírio, Agepê, foi o primeiro sambista brasileiro a vender mais de um milhão de discos. Há 25 anos, 30 de agosto de 1995, ele faleceu aos 53 anos de idade.

 

Carioca do Morro da Previdência, Agepê ficou órfão ainda bem jovem. Conseguiu ter bons estudos entrando na Escola Técnica Nacional, tendo como meta ser engenheiro civil. Teve bom emprego na antiga TELERJ, mas o que fascinava era a música. Inicialmente os blocos carnavalescos. Depois o samba, que cantava nas rodas de amigos, até ser ouvido pela cantora Sônia Lemos que gravou “Sete Domingos” e fez seu nome circular entre artistas do Rio de Janeiro.

 

Essa composição, e muitas outras de Agepê, foi feita com seu principal parceiro, Canário, com que assinou grandes sucessos, entre eles “Moro onde não mora ninguém”, “Moça criança”, “Menina de cabelos longos” e “Cheiro de primavera”, assinada a oito mãos, os dois mais Roberto Lopes e Gilson Roque.

 

O Estúdio F apresenta esse repertório e inclui outros registros do sambista, entre eles “Deixa eu te amar”, “Jogo de empate”, “De todas as formas”, “Virou mania” e um samba enredo da escola de seu coração, a Portela: “Cenas e mistérios da Amazônia”.

_____________________________________________________________________

Estúdio F – momentos musicais da Funarte

468

Cristóvão Bastos

 

Quarta-feira, 26 de agosto, às 09 e às 17 horas.

 

Apresentação: Pedro Paulo Malta

O cmais+ é e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.