Altamiro Carrilho

Homenagem ao maior flautista da história da música brasileira, falecido há cinco anos

Eduardo Weber 08/08/17 17:02 - Atualizado em 08/08/17 17:04

Altamiro Carrilho

Altamiro Carrilho

 

Jean-Pierre Rampal o considerava como o maior flautista que ele conheceu. Esse reconhecimento pelo mestre da flauta francês diz muito do que representou Altamiro Carrilho na música brasileira. Mais de 70 anos dedicados ao instrumento e em especial ao choro fizeram dele um nome obrigatório na história da nossa cultura.

 

Altamiro Carrilho nasceu em Santo Antônio de Pádua, Rio de Janeiro em 21 de dezembro de 1924. Aprendeu a tocar em flauta de bambu, participou de programas de calouros, ganhou vários prêmios e quando muito jovem deslumbrou um mestre do instrumento, Benedito Lacerda.

 

O Estúdio F mostra de uma lenda, com técnica impecável e uma simpatia que conquistava qualquer plateia. Inicialmente com sua bandinha, animando seu programa na TV Tupi, com dobrados, marchas, choros e polcas nos anos 1950. Depois seu lado de compositor, autor de clássicos como “Rio Antigo” e “Aeroporto do Galeão”. É claro, como exímio instrumentista, ao apresentar clássicos da MPB, como “Lamentos”, de Pixinguinha. Outro aspecto é o Altamiro Carrilho inovador, como na sua versão da “Marcha Turca”, de Mozart, em ritmo de choro. E ainda, solos com sua flauta em gravações de Roberto Carlos, Chico Buarque e Cartola.

 

Uma oportunidade para ouvir esse mestre que faleceu aos 87 anos, há cinco anos, em 15 de agosto de 2012, e deixou um legado de mais de 70 discos.

 

_____________________________________________

 

Estúdio F – momentos musicais da Funarte
310
Altamiro Carrilho
Quarta-feira, 09 de agosto 2017, às 9 e às 21 horas.
Domingo, 13 de agosto 2017, às 13 horas.
Apresentação: Paulo César Soares.

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.