Altemar Dutra

Um painel da carreira do trovador que cantou em toda a América Latina, além de seus registros menos conhecidos assinados por Osvaldo Montenegro, Tito Madi e Roberto Carlos.

Eduardo Weber 10/10/11 18:04 - Atualizado em 10/10/11 18:04

O cantor mineiro nos anos 1960 e a capa de seu primeiro LP, \"A grande revelação\", de 1963. (Reprodução)

De músico autodidata no interior do Espírito Santo, ele se tornou crooner de boate no Rio de Janeiro. Era apenas o começo da estrada para aquele que se tornaria um ícone do bolero, não só no Brasil e na América Latina, mas também entre o público latino residente nos Estados Unidos.

Altemar Dutra nasceu em 6 de outubro de 1940, em Aimorés, Minas Gerais. Começou como cantor em programas de calouro na cidade de Colatina, Espírito Santo. Em pouco tempo foi para o Rio de Janeiro, onde se tornou crooner, foi contratado por uma grande gravadora e se tornou uma espécie de “porta-voz” dos lançamentos da dupla de compositores Evaldo Gouveia – Jair Amorim, de quem gravou, entre outros sucessos, “Que queres tu de mim”, “Tudo de mim”, “Sentimental demais”, “Brigas” e “O trovador”.

O Estúdio F apresenta um painel da carreira de Altemar Dutra, com músicas que ele cantou em toda a América Latina, além de seus registros menos conhecidos em músicas assinadas por Osvaldo Montenegro, Tito Madi e Roberto Carlos.

Paulo César Soares mostra também uma gravação em homenagem a Francisco Alves, “Malandrinha”, e seu encontro musical com Lucho Gatica, um dos nomes mais importantes da música romântica latinoamericana.

Altemar Dutra faleceu em 9 de novembro de 1983, depois de sofrer um acidente vascular cerebral, enquanto se apresentava no clube noturno La Tranquera de Nova York. 
 

 _______________

Estúdio F
Altemar Dutra

Apresentado na RCB em 4 de outubro de 2011
Apresentação: Paulo César Soares
Roteiro: Cláudio Felício
Produção: Rádio Nacional – RJ
 

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.