Amelinha

“Vai jandaiazinha. Abra as asas e alce voo. Voe bem alto e cante tudo por aí afora” (Vinicius de Moraes)

Eduardo Weber 11/09/18 12:13 - Atualizado em 11/09/18 12:19

Amelinha (Divulgação)

Amélia Cláudia Garcia Collares é de Fortaleza, nascida em 21 de julho de 1950. Estudou em São Paulo e na capital paulista iniciou sua carreira musical com o grupo que ela criou ainda de forma amadora, Maresias. Logo, já com nome artístico de Amelinha,recebeu apoio dos cearenses Fausto Nilo e Raimundo Fagner. Este último a apresentou a Toquinho e Vinicius de Moraes. Esse encontro acabou em turnê de 40 dias pelo Uruguai, música composta especialmente para a jovem cantora (“Ai! Quem me dera”) e poema com os versos “Vai jandaiazinha. Abra as asas e alce voo. Voe bem alto e cante tudo por aí afora”.

 

Ao contar a história artística de Amelinha, o Estúdio F destaca seus principais sucessos lançados nos anos 70 e 80, entre eles “Flor de Paisagem” e “Frevo Mulher” (títulos de seus dois discos iniciais), “Foi Deus Que Fez Você” (música que obteve o segundo lugar do Festival de MPB da TV Globo e que venceu um milhão de compactos simples) e “Mulher nova bonita e carinhosa faz o homem gemer sem sentir dor” (que ficou 30 semanas na lista das músicas mais tocadas no rádio brasileiro).

 

Composições de Zé Ramalho, Fausto Nilo, Fagner, Tavito, Abel Silva e Moraes Moreira estão no repertório desta edição que traz registros curiosos, como Toquinho e Amelinha na gravação de “Valsinha” (Chico Buarque / Vinicius de Moraes), juntos Belchior, Ednardo e Amelinha em “Como nossos pais” (Belchior).

 

_______________________________________________________

 

Estúdio F – momentos musicais da Funarte
367
Amelinha
Quarta-feira, 12 de setembro de 2018, às 9 e às 21 horas.
Domingo, 16 de setembro, às 15 horas.
Apresentação: Pedro Paulo Malta

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.