Bernardo Vilhena – 70 anos

Poeta, compositor e letrista carioca

Eduardo Weber 30/07/19 14:24 - Atualizado em 30/07/19 14:26

Ele nasceu no Rio de Janeiro em 10 de janeiro de 1949. Bebeu de fontes criativas do rock e da música brasileira. Beatles e Rolling Stones. Tom Jobim e Vinicius de Moraes. Na década de 1970 foi redator publicitário e participou do coletivo de poetas Nuvem Cigana, lançando dois livros. Nos anos 1980 foi um dos principais letristas da geração que reinventou o rock brasileiro. Ele é Bernardo Torres de Vilhena.

 

Sua primeira música gravada dada de 1980, resultado da parceria com Antonio Pedro, “Gosto de Batom”, registrada em compacto simples por um tal Luiz Maurício, que se tornaria um dos grandes nomes do pop-rock brasileiro, Lulu Santos. Com Ricardo Barreto e Antonio Pedro nasceu “Mais uma de Amor”, faixa do primeiro LP da Blitz, em 1982. Teve ainda parceria com Mu Carvalho, “As quatro faces do amor”, gravada pelo conjunto A Cor do Som em 1983.

 

A partir de então Bernardo Vilhena se tornou um letrista de presença constante na parada de sucesso. Com Ritchie compôs 34 músicas, entre elas “Menina Veneno” e “A vida tem dessas coisas”. Com Lobão foram 41 músicas, que resultaram em hits como “Vida bandida”, “Vida louca, vida” e “Corações psicodélicos”.

 

O Estúdio F ao mostrar a carreira do letrista, deixa registrado também outros gêneros letrados por ele como o samba-soul “Rei de maio” (feita com Simoninha), a levada regueira de “A cor do Sol” (parceira com Da Gama e Lazão) e até mesmo jazz, criação de Bernardo Vilhena e Mário Adnet que resultou na música “Você quer ouvir jazz?”, gravada por Mário Adnet e Joyce Moreno.

 

_____________________________________________________________________

Estúdio F – momentos musicais da Funarte

413

Bernardo Vilhena

Quarta-feira, 31 de julho de 2019, às 9 e às 21 horas.

Domingo, 04 de agosto de 2019, às 15 horas.

Apresentação: Pedro Paulo Malta

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.