Betinho e seu conjunto

Grupo pioneiro do rock’n’roll no Brasil

27/11/19 10:30 - Atualizado em 27/11/19 10:33

Muitos dos nossos músicos beberam da música internacional para construir seu repertório e garantir seu público. Bolero, jazz e o rock’n’roll talvez sejam os três gêneros que mais seguidores tivemos por aqui.

 

 

Um exemplo é o trabalho do violonista e guitarrista Alberto Borges de Barros, nascido no Rio de Janeiro em 1918. Filho de Josué de Barros, o descobridor de Carmen Miranda, trabalhou com o pai como violonista em Buenos Ayres no final dos anos 30. De volta ao Brasil em 1941, atuou em orquestra de baile, como as do maestro Zacarias e a de Carlos Machado. Na metade dos anos 1940, em São Paulo, criou o grupo Betinho e seu conjunto, formado por ele na guitarra e no vocal, Salinas (piano), Navarras (baixo), Renatinho (acordeom), Bolão (sopros) e pelos percussionistas Pirituba e Rafael. Entre 1953 e 1963, o grupo lançou 15 discos em 78 rotações, 4 álbuns e mais duas coletâneas, cujo repertório tem baião, jazz, calipso e rock’n’roll com balanço e humor que se tornaram marca registrada do grupo, como pode ser sentida na versão de “Matilda”, de Harry Thomas, vertida para o português por Júlio Nagib.

 

 

O Estúdio F traz parte do repertório que incluía muita música instrumental (motivada pela experiência dos músicos em orquestras de baile), muita versão do rock’n’roll clássico (sendo que o grupo é considerado o primeiro a gravar esse gênero no país) e temas de autoria do próprio Betinho, entre eles “Enrolando o rock”, “Rock do galinheiro”, “Baião é sobremesa”, o chorinho “Doce de leite” e “Neurastênico”, sua composição de maior sucesso (que recebeu mais de 20 gravações diferentes).

 

 

Com o término de grupo em meados da década de 60, Betinho se tornou evangélico e pastor na cidade de Maringá, onde faleceu aos 82 anos, em 2000. Ele ainda é considerado um pioneiro ao introduzir a guitarra em hinos religiosos, como fez em 1972 ao gravar o hino “Quão bondoso o amigo é triste”, composição norte-americana datada de 1855.

___________________________________________________________________________________________

Estúdio F – momentos musicais da Funarte

430

Betinho e seu conjunto

 

Quarta-feira, 27 de novembro de 2019, às 9 e às 17 horas.

Apresentação: Pedro Paulo Malta

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.