Camisa Verde e Branco

Mais de 100 anos de história. Do cordão à Escola de Samba

Eduardo Weber 21/01/20 13:37 - Atualizado em 21/01/20 14:24

Cordão do Camisa Verde e Branco criado por Dionísio Barbosa (USP Imagens)

O bairro da Barra Funda tem papel importante no samba paulistano. Foi lá que no ano de 1914 foi criado o Cordão Carnavalesco da Barra Funda”, criado por 10 foliões com apoio do comércio local. O cordão foi crescendo e no início dos anos 50 passou a ser o Cordão Mocidade Verde e Branco. A denominação atual só surgiu quase 20 anos depois com as novas regras para o circuito de carnaval paulistano quando nasceu a Associação Cultural Social Escola de Samba Mocidade Camisa Verde e Branco.

 

O Estúdio F ao tratar da escola apresenta nomes que são fundamentais para essa agremiação criada a mais de 100 anos, entre eles Talismã, Hélio Bagunça e Dionísio Barbosa, entre outros cantores e compositores do primeiro time.

 

O programa apresenta gravações como hinos importantes do grupo como “Minha gente sai fora”, “Quem censurar meu proceder”, “Sexto sentido” e “Narainã (Alvorada dos pássaros).  O programa traz gravações de Beth Carvalho, Fabiana Cozza, Quinteto em Branco e Preto, Originais do Samba e também com registros da Velha Guarda Musical da Camisa Verde e Branco.

 

_____________________________________________________________________

Estúdio F – momentos musicais da Funarte
438
Camisa Verde e Branco
Quarta-feira, 22 de janeiro de 2020, às 9 e às 17 horas.
Apresentação: Pedro Paulo Malta

O cmais+ é e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.