Catulo da Paixão Cearense

O poeta do sertão

Eduardo Weber 02/04/19 15:29 - Atualizado em 02/04/19 15:31

Catulo da Paixão Cearense (Divulgação)

Apesar do sobrenome, um dos principais compositores populares do início do século XX não nasceu no Ceará, e sim em São Luís do Maranhão, em 31 de janeiro de 1866.

 

Em 1877 Catulo da Paixão Cearense, aos 11 anos de idade, mudou com a família para o Rio de Janeiro. Teve uma infância difícil no bairro de Botafogo. Em pouco tempo começou a trabalhar e ainda na adolescência teve contato com a vida boêmia, em especial em Copacabana com a Turma da Música, que virava a noite em serenatas.

 

A primeira composição gravada de Catulo foi “Ao luar”, também conhecida como “Amenidade”, no ano de 1903 pelo cantor Baiano, que no programa é apresentada por Alfredo Del-Penho, em gravação de 2018 do CD A paixão segundo Catulo, com participação de Joyce Moreno, Leila Pinheiro, Rodrigo Maranhão, Claudio Nucci, Carol Saboya, Mariana Baltar e Lui Coimbra. Desse trabalho o Estúdio F também apresenta “Porque sorri”, “Rasga Coração”, “Sertanejo enamorado” e “Ontem ao luar”.

 

Esse disco não foi o único dedicado a Catulo da Paixão Cearense. Nos anos 1950 o cantor e produtor Paulo Tapajós gravou um LP só com obras compositor, entre elas “Os olhos dela” e “Quando ela Passa”, ambas incluídas nesta edição. Este especial traz ainda registros da década de 1910, a primeira gravação de “Flor amorosa”.

 

Temas que se tornaram clássicos da seresta também estão presentes: “Talento e formosura”, “Caboca de Caxangá” e a incomparável “Luar do Sertão”, feita com João Pernambuco, que aqui comparece numa montagem especial com registros de Eduardo das Neves, Francisco Alves, Luiz Gonzaga, Tonico & Tinoco, Marlene Dietrich e Elba Ramalho.

 

A importância e a popularidade de Catulo da Paixão Cearense podem ser medidas por um busco do artista inaugurado em 11 de janeiro de 1940 na cidade do Rio de Janeiro. Catulo faleceria seis anos depois, aos 80 anos de idade, em 10 de maio de 1946, em sua casa simples, que ele chamava de Palácio Choupanal, no bairro do Engenho de Dentro, na então capital da República.

 

__________________________________________________________________________

Estúdio F – momentos musicais da Funarte

396

Catulo da Paixão Cearense

Quarta-feira, 03 de abril de 2019, às 9 e às 21 horas.

Domingo, 07 de abril de 2019, às 15 horas.

Apresentação: Pedro Paulo Malta

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.