Chico da Silva – 75 anos

Ele colocou o Amazonas no mapa do samba.

Eduardo Weber 13/05/20 09:04 - Atualizado em 13/05/20 09:19

Chico da Silva (Divulgação)

Ele nasceu em Parintins, Amazonas, em 08 de maio de 1945. Da terra do boi-bumbá, da rivalidade entre os bois Garantido e Caprichoso, se tornou sambista gravado por Alcione e gravou, como sambista, nomes em início de carreira, como Zeca Pagodinho e Arlindo Cruz. Ele é Francisco Ferreira da Silva, ou simplesmente Chico da Silva.

 

Sua história começa em São Paulo ainda como operário de uma empresa de eletrodoméstico. Até que mostrou uma de suas músicas ao produtor Roberto Livi, o mesmo que lançou Sidney Magal. “O barba azul” lhe serviu de cartão de visita para ser contratado pela Polygram e emplacar seu primeiro sucesso: “Pandeiro é meu nome”.

 

Chico da Silva se tornou um nome do samba. É de sua autoria e Antonio José uma das músicas mais conhecidas do repertório de Alcione, “Sufoco”. Ele também gravou músicas que tocou muito no rádio, como “É preciso muito amor”, de Noca da Portela e Tião de Miracema.

 

No repertório do Estúdio F há vários sambas de sua lavra, entre eles “Domingo de Manaus” e “Convite a Roberto Carlos”. De Moisés e João Paulo registrou “Tempo bom”. De Paulo Bebete e Paulinho Rezende, “Missão de cantar”.

 

Chico da Silva não deixou de lado sua origem amazonense. Em seu repertório estão toadas amazonenses, como “Rio Amazonas”, de Emerson Maia, e “Estrela”, seu tributo ao boi Caprichoso. Aliás, a música que encerra o programa é uma toada que virou ‘grito de guerra’ da torcida do Benfica, de Portugal. Trata-se de “Vermelho”, em interpretação ao vivo de Fafá de Belém.

_____________________________________________________________________

Estúdio F – momentos musicais da Funarte

454

Chico da Silva

Quarta-feira, 13 de maio, às 09 e às 17 horas.

Apresentação: Pedro Paulo Malta

O cmais+ é e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.