Edil Pacheco – 75 anos

Samba e Ijexá no Terreiro de Jesus

Eduardo Weber 03/06/20 13:48 - Atualizado em 03/06/20 13:58

Edil Pacheco (Divulgação)

“O samba nasceu lá na Bahia” e ele é um dos representantes do gênero em Salvador. Edil Pacheco, segundo algumas fontes, nasceu no dia primeiro de junho de 1945 no Recôncavo Baiano, na cidade de Maragogipe.

 

Foi na capital que ele entrou para a turma dos bambas com apoio de nomes famosos, entre eles Batatinha e Everaldo Gentil, nome eternamente ligado às escolas de samba soteropolitanas. Mas quem quer ficar conhecido nacionalmente como sambista, deve passar uma temporada no Rio de Janeiro. Foi isso que Edimilson de Jesus Pacheco fez.

 

Na cidade maravilhosa, Edil Pacheco se enturmou com Paulo César Pinheiro, Hermínio Bello de Carvalho, João Nogueira, Mauro Duarte, Paulo Diniz, Dalmo Castelo e ainda João Bosco e Luiz Melodia. E não foi só isso. Além de gravar, ter seis próprios discos, conseguiu participar do repertório de grandes cantoras do samba, entre elas Alcione, Beth Carvalho e Clara Nunes.

 

O Estúdio F apresenta uma seleção de obras do compositor que não se limita a um só gênero. Edil Pacheco é um dos principais compositores do “Ijexá”, cuja música homônima de sua autoria foi lançada com grande sucesso por Clara Nunes.

 

Além de “Ijexá”, no repertório do programa tem “Forró em Cachoeira”, “Maragogipe”, “Rosa Tristeza” (composta com Batatinha), “Canto livre de um polo” (samba enredo em parceria com Everaldo Gentil), “Alô, Madrugada”, “Coração valente”, “Lua menina”, “Odu obá”, “Encanto do Gantois”, “Estamos aí”, “Ecolaxé”, “Sonho e realidade”, “Mel da Bahia” e “Terreiro de Jesus”, está última feita com João Bosco e seu filho Francisco Bosco.

_____________________________________________________________________

Estúdio F – momentos musicais da Funarte

457

Edil Pacheco

 

Quarta-feira, 03 de junho, às 09 e às 17 horas.

Apresentação: Pedro Paulo Malta

O cmais+ é e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.