Elymar Santos

Cauby Peixoto foi seu padrinho artístico

Eduardo Weber 24/12/19 10:10 - Atualizado em 26/12/19 08:59

Elymar Santos (Reprodução da internet)

Um dos sonhos do cantor era se apresentar no Canecão, uma das mais famosas casas de show do país nos anos 80. Os empresários desconversavam e fizeram uma proposta para qualquer novato desistir da ideia: agendariam uma data desde que Elymar Santos comprasse toda a bilheteria da casa, no caso 2 mil ingressos. E não é que ele comprou! E não é que ele lotou o Canecão! O dia? 12 de novembro de 1985. Tempos depois, ele comemorou 100 apresentações no local.

De cantor de “churrascaria”, passou a ser seguido pela imprensa, fez sucesso e em 2015 realizou um evento para comemorar a ousadia de lotar um espaço onde se apresentavam somente os grandes nomes da música popular brasileira e internacional.

O Estúdio F,ao apresentar o trabalho do cantor, traça o perfil de seu trabalho e apresenta registros de Elymar Santos interpretando obras como “Escrito nas estrelas” (Arnaldo Black / Carlos Rennó); versões para “Hino ao Amor”, “Fascinação” e  “Sorri” e música feita em sua homenagem por Chico Anysio e Sarah Benchimol, “Elymar de tosos os Santos”.

O programa apresenta gravações do cantor com Alcione em “Minha culpa, tua culpa”, trabalhos de Almir Guineto, Altair Veloso, Marcos Valle, Carlos Cola, Paulo Massadas e Michael Sullivan, temas do próprio, como “Subindo pelas paredes”, e um dos seus maiores sucessos, “Escancarando de vez”, de Paulo Sérgio Valle e Mauro Mota.

___________________________________________________________________

Estúdio F – momentos musicais da Funarte
434
Elymar Santos
Quarta-feira, 25 de dezembro de 2019, às 9 e às 17 horas.
Apresentação: Pedro Paulo Malta

O cmais+ é e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.