Haroldo Lobo

O reinado de Haroldo Lobo no carnaval brasileiro é lembrado nesta edição do Estúdio F

Eduardo Weber 22/01/15 15:02 - Atualizado em 25/03/15 10:07

As marchinhas tem seu Rei: Haroldo Lobo (Reprodução)

Para o jornalista e escritor Sérgio Cabral, existe uma santa trindade do carnaval brasileiro. Ela é formada por Braguinha, Lamartine Babo e Haroldo Lobo, foco do sexto especial do Estúdio F dedicado ao carnaval.

Haroldo compôs ativamente durante 30 anos. Nesse período foram gravadas mais de 400 músicas com sua assinatura, sendo mais de 300 voltadas para o carnaval, notadamente marchinhas, gênero tipicamente carioca, que deixam sem voz os foliões de todo o país.

Seu principal parceiro, Milton de Oliveira, declarou: “às vezes levávamos dois ou três meses fazendo uma música, modificando-a, retocando-a. Acontecia também da música ficar pronta em apenas 10 minutos. O certo é que as músicas sempre partiam espontaneamente de Haroldo, ao piano”.

Este programa relembra grandes sucessos do carnaval brasileiro, todos com a marca de Haroldo Lobo. Carlos Galhardo canta “Alá-lá-ô”. Aracy de Almeida, “O passarinho do relógio”. Francisco Alves interpreta “Retrato do velho”. Valter Levita vem de “Índio quer apito”. Marlene canta “Eva”. Ary Cordovil interpreta “Tristeza”, último grande sucesso do compositor, que teve Niltinho como parceiro. Foi no carnaval de 1966, que Haroldo não saboreou, pois sofreu um infarto fulminante dois dias antes de completar 55 anos, em 20 de julho de 1965.



_______________

Estúdio F
Haroldo Lobo


Apresentado na RCB em 07 de fevereiro de 2015
Apresentação: Paulo César Soares
Produção: Rádio Nacional / RJ

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.