Roberta Miranda

“Quem quiser me conhecer, ouça minhas letras

Eduardo Weber 24/09/19 14:03 - Atualizado em 24/09/19 14:05

Roberta Miranda (Divulgação)

Ela nasceu em João Pessoa em 28 de setembro de 1956. Maria Albuquerque Miranda ainda criança mudou-se para São Paulo com a família, indo morar na Zona Leste, sendo vizinha de um dos gênios da música brasileira, Hermeto Pascoal. Foi nesse tempo que tomou gosto pela música e batalhou por seu espaço atuando inicialmente como crooner em casas noturnas paulistas, entre elas O Beco e Jogral, adotando o nome artístico de Roberta Miranda, inspirada na canção italiana gravada por Pepino di Capri: “Roberta”.

 

Em sua atividade como crooner, percebeu que a música sertaneja era um gênero importante, com público em potencial. Em 1986 tem a chance de gravar seu primeiro LP na Continental. Tinha esperança em vender pelo menos 5 mil cópias para conseguir um segundo disco. Para sua surpresa, o seu primeiro trabalhou foi um sucesso de vendas, ultrapassando a marca de um milhão de cópias vendidas, muito pelo sucesso da primeira faixa do disco, “São tantas coisas”.

 

O Estúdio F descreve em detalhes a trajetória da compositora e cantora Roberta Miranda que é considerada a “rainha da canção sertaneja”. No repertório do programa tem o clássico “Majestade, o sabiá”; sua versão para “Eu te amo, te amo, te amo” (Roberto e Erasmo Carlos); o fado “Lisboa Antiga” (Raul Portela, José Galhardo e Amadeu do Vale); música sertaneja de raiz, como “Chalana” (Mário Zan e Antônio Pinto); e várias de sua autoria, como “Maria” (sua primeira composição, criada em homenagem à sua mãe), o bolero “Meus Momentos” e “Vá com Deus”.

 

_____________________________________________________________________

Estúdio F – momentos musicais da Funarte

421

Roberta Miranda

Quarta-feira, 25 de setembro de 2019, às 9 e às 17 horas.

Domingo, 29 de setembro de 2019, às 21 horas.

Apresentação: Pedro Paulo Malta

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.