Tantinho da Mangueira

Cantor de escola de samba. Na quadra e na avenida

Eduardo Weber 22/01/19 11:46 - Atualizado em 22/01/19 11:49

Tantinho da Mangueira (Divulgação)

 

Ele nasceu no morro da Mangueira em 21 de agosto de 1947. A música chegou cedo em sua vida por influência da família. Sua mãe desfilava na ala das baianas. Seu pai era candongueiro, mestre na roda de samba. Se torna um integrante da verde e rosa foi um passo, ainda mais tendo como apoiadores o compositor Cartola e uma das matriarcas da escola, Dona Neuma.

 

Devanir Ferreira, nome de batismo de Tantinho da Mangueira, nasceu em 21 de agosto de 1947. Entrou na ala dos compositores da escola aos 13 anos. Já aos sete participava de programas de rádio cantando músicas de Padeirinho, Cartola. Babau e Geraldo Pereira, que era amigo de seu pai. Dividiu parcerias com Xangô da Mangueira, Djalma Baiano e Mauro Pereira. Na escola era o cantor das quadras, puxando samba e alegrando a rapaziada.

 

Este Estúdio F apresenta a história e a arte de um personagem do carnaval pouco conhecido fora do Rio de Janeiro. Com voz marcante, Tantinho da Mangueira mostra seu talento para o samba, ao interpretar temas como “Escurinho”, “Sei lá, Mangueira”, “Linguagem do Morro”, “Modificado” e “Favela”. Canta ao lado da Velha Guarda de Mangueira e ainda o samba enredo “100 Anos de Liberdade”.

 

__________________________________________________________________________________________________________________

Estúdio F – momentos musicais da Funarte

386

Tantinho da Mangueira

Quarta-feira, 23 de janeiro de 2019, às 9 e às 21 horas.

Domingo, 27 de janeiro de 2019, às 15 horas.

Apresentação: Pedro Paulo Malta

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.