Tião Carreiro e Pardinho

Os inventores do pagode de viola

Eduardo Weber 26/03/19 13:53 - Atualizado em 26/03/19 13:57

Tião Carreiro e Pardinho (Divulgação)

A música de raiz brasileira tem personagens ilustres. Entre eles uma dupla do interior paulista que se conheceu em 1954 no Ciro Rapa-Rapa na cidade de Pirajuí. São eles José Dias Nunes e Antônio Henrique de Lima, respectivamente Tião Carreiro e Pardinho.

 

Um dos grandes méritos dessa dupla sertaneja foi criação de um subgênero da moda de viola, o pagode de viola, uma combinação de ritmos do coco feito no violão e do calango de roda, na viola. Um gênero animado que conferiu aos artistas uma importância muito grande no universo da música de raiz.

 

No Estúdio F,os principais registros da história de 40 anos de Tião Carreiro e Pardinho. Tem a gravação de seu primeiro sucesso, “Pagode em Brasília” (Ted Vieira e Lourival dos Santos), a ainda “Rei do Gado”, “Terra roxa”, “Rio Preto de Luto”, “Azulão do reino encantado”, “Cavaleiros de Bom Jesus”, “Boiadeiro punho de aço” e até uma homenagem à seleção brasileira de futebol quando do bicampeonato de futebol em 1962.

 

A carreira da dupla se estendeu por dois períodos: de 1954 a 1978 e de 1981 a 1993, ano em que faleceu Tião Carreiro. Pardinho continua na ativa até seu falecimento em 2001.  No programa, seu último sucesso, “Sua majestade o pagode”, lançado em 1993, no derradeiro LP da dupla.

 

_______________________________________________________________

Estúdio F – momentos musicais da Funarte

395

Tião Carreiro e Pardinho

Quarta-feira, 27 de março de 2019, às 9 e às 21 horas.

Domingo, 31 de março de 2019, às 15 horas.

Apresentação: Pedro Paulo Malta

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.