Zé Luiz do Império Serrano

Sambista de timbre metálico e encorpado

Eduardo Weber 15/01/19 12:03 - Atualizado em 15/01/19 12:08

Zé Luiz do Império Serrano (Divulgação)

 

 

Do bairro de Santa Teresa no Rio de Janeiro, passando por Pilares e Jacarepaguá, José Luiz Costa Ferreira é um representante da Império Serrano, muito em razão do seu tio por afinidade, Seu Zacarias, ser um dos fundados da escola verde e branco do morro da Serrinha.

 

Zé Luiz do Império Serrano só tem um disco solo gravado, que leva seu nome, lançado em 2005. Mas sua obra está registrada nas vozes de grandes sambistas, entre eles Zeca Pagodinho, Alcione, Nei Lopes, Roberto Ribeiro e do grupo Fundo de Quintal.

 

O Estúdio F destaca sua parceria com Nei Lopes, que resultou nos sambas “Caído de elegância”, “Inocente fui eu”, “Tempo ê” e “Água de barrela”. Outro parceiro de destaque é o compositor baiano Nelson Rufino, com quem Zé Luiz compôs “”Prece a Xangô” e “Todo menino é um rei”, só para citar duas músicas.

 

Nesta edição, também a homenagem de Zé Luiz do Império Serrano à sua escola de coração, para quem compôs, entre outras, “Natal Imperiano”.

 

______________________________________________________________________________________________________

 

Estúdio F – momentos musicais da Funarte

385

Zé Luiz do Império Serrano

Quarta-feira, 16 de janeiro de 2019, às 9 e às 21 horas.

Domingo, 20 de janeiro de 2019, às 15 horas.

Apresentação: Pedro Paulo Malta

 

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.