Noel Rosa: as histórias e os sons de uma época

Quinta-feira, às 9h e às 21h
Domingo, às 17h

Quem ri melhor 
 Posteridade: Noel Rosa revisitado

Posteridade: Noel Rosa revisitado

“O menino da Vila, o malandro medroso, o grande compositor popular parece ser maior hoje do que em vida. Foi seu modo de rir por último

Palavra que convém 
 Posteridade: o fim da história

Posteridade: o fim da história

Aracy de Almeida e Almirante foram os responsáveis para que a obra do poeta da Vila fosse definitivamente redescoberta nos anos 1950

Silêncio de um minuto 
 Posteridade

Posteridade

João Máximo apresenta um preciso cenário de transformação da música popular, dos costumes, do Brasil e do mundo no período que se seguiu à morte do Poeta da Vila

Quantos beijos 
 Um gosto de despedida

Um gosto de despedida

João Máximo e Carlos Didier falam dos últimos momentos do Poeta da Vila: o Carnaval de 1937, os encontros com Ceci e suas gravações em estúdio

Pra que mentir? 
 O dom de saber iludir

O dom de saber iludir

Um roteiro com contornos de um triângulo amoroso marcado por músicas que falam de mentiras, dúvidas, frustrações e novos amores

São coisas nossas 
 Fita de cinema

Fita de cinema

A relação de Noel Rosa e o cinema, com clássicos como "São coisas nossas", "Dama do cabaré" e "Tarzan, o filho do alfaiate"

A noiva do condutor 
 Operetas e conversas de esquina, parte 2

Operetas e conversas de esquina, parte 2

A íntegra da única opereta escrita por Noel Rosa: “A noiva do condutor”. Depois de 50 anos de sua estreia, tornou-se conhecida do público brasileiro

Ladrão de galinha 
 Operetas e conversas de esquina, parte 1

Operetas e conversas de esquina, parte 1

Primeiro dos dois episódios que mostram as contribuições desconhecidas de Noel para o rádio: duas revistas, uma opereta e vários esquetes humorísticos

Rapaz folgado 
 No picadeiro da vida

No picadeiro da vida

Uma das polêmicas mais acirradas da história da música popular brasileira: Noel Rosa versus Wilson Batista. Saiba como e por quê