Cida Moreyra

“O espaço para música é pequeno. O importante é que o artista continue trabalhando, que ele continue inventando seu próprio espaço.”

22/12/17 15:14 - Atualizado em 22/12/17 15:18

Esta edição do Piano Maior quebra a regra de ser um programa exclusivamente instrumental. A convidada, Cida Moreyra, intercala números instrumentais com canções de sua memória afetiva, vindas da escola das Cantoras do Rádio.

 

Naquela oportunidade, início de 1993, Cida Moreyra lançava um álbum de piano e voz só com músicas de Chico Buarque de Holanda. Tanto é que em seu recital, a artista abre com o instrumental “Suburbano Coração” e termina o mesmo com a mesma composição, desta vez em sua forma original, a de canção.

 

No Piano Maior gravado ao vivo no Auditório Cultura (Teatro Franco Zampari) Maria Luiza Kfouri entrevistou a cantora traçando seu perfil, sua formação, seus gostos e afinidades. Na escolha do repertório tem a guarania “Meu primeiro amor” (versão de José Fortuna e Pinheirinho), “Serra da Boa Esperança” (Lamartine Babo), “Gota de sangue” (Angela Ro Ro), “Como Diria Saci” (José Miguel Wisnik), “Balada do Louco” (Arnaldo Baptista e Rita Lee), “Modinha” (Tom Jobim e Vinicius de Moraes) e duas obras de uma compositora paranaense pouco conhecida por nós, Jocy Campello, de quem toca “Mandarim” e canta “Jugular”.

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.