Edmundo Villani-Côrtes

“O meu jeito de compor está ligado à minha vida”

14/07/17 12:27 - Atualizado em 14/07/17 12:46

Edmundo Villani-Côrtes

Ele é maestro, compositor, pianista e compositor. Ele tem 86 anos. Foi músico da extinta TV Tupi, pianista do programa Jô Onze e Meia, regente da Orquestra Jazz Sinfônica e professor da UNESP. Sua história na música brasileira é longa e um pouco do que Edmundo Villani-Côrtes fez foi apresentado em 1991 no palco do Auditório Cultura (Teatro Franco Zampari) do programa Piano Maior.

 

O músico falou de seus professores Henrique Morelenbaum, H. J. Koellreutter e Camargo Guarnieri, a quem dedicou as obras “Ritmada número 1”, “Timbres” e “Ponteio número 2”. A Maria Luiza Kfouri falou de seu trabalho na Jazz Sinfônica, na televisão e de suas principais influências.

 

O repertório do programa, todo de sua autoria, seguiu uma ordem cronológica, apresentando, além das citadas, “5 prelúdios”, “Balada para as flores”, “Choro urbano”, “Valsinha de roda”, “Prelúdio das miniaturas” e “Concurso para papagaios”. Ainda no programa, Villani-Côrtes tocou dois movimentos de sua “Série brasileira – Prelúdio e choro em forma de rondó”, a “Balada dos 15 minutos” e uma obra em homenagem a Rádio Cultura: “Composição”.

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.