Moacyr Peixoto

“Eu sempre toquei sozinho ou com meu trio. Nunca fui de acompanhar cantor. A única exceção é o meu irmão, Cauby Peixoto”

Eduardo Weber 26/01/18 17:13 - Atualizado em 26/01/18 17:16

Moacyr Peixoto (Divulgação)

Moacyr Peixoto nasceu em Niterói em 1920, numa família musical. O tio era o pianista Nonô, um dos nomes importantes da época de ouro do rádio. Era primo de Cyro Monteiro. Irmão trompetista Araken Peixoto e do cantor Cauby Peixoto. Aos 28 anos veio para São Paulo e por aqui ficou. Faleceu em 2003 na cidade que o recebeu para ser um dos nomes mais conhecidos da noite paulistana.

Histórias não faltaram nesta edição do Piano Maior. O músico ficou muito à vontade para falar da noite, dos irmãos e para tocar músicas que fazem parte do repertório básico do piano-bar, gênero no qual Moacyr Peixoto se especializou. Muita música romântica (“Encontro com a saudade”, “A noite do meu bem”, “As rosas não falam”, “Bilhete”, “Caminhos cruzados”, “Ouça”), samba (“Deixa”, “Maria”), baião (“Asa branca”) e jazz brasileiro (“Ilusão à-toa”, “Gentle rain”) tocados da maneira que Moacyr Peixoto conquistou seus admiradores em bares, boates e clubes de São Paulo e do Rio de Janeiro. Mesmo se apresentando ao meio dia, horário das gravações do Piano Maior no Auditório Cultura (Teatro Franco Zampari).

 

________________________________________________

 

PIANO MAIOR – Moacyr Peixoto
088
Domingo, 28 de janeiro de 2018, às 18h00.
Produção: José Roberto Prazeres
Produção e apresentação: Maria Luiza Kfouri
Dia da emissão original: 14/06/1993

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.