Programa 163

Henrique Band, Moisés Santana, Fabiano Medeiros e Ana Lee.

DA REDAÇÃO 18/10/09 10:00 - Atualizado em 18/10/09 10:00

Solano Ribeiro há três anos divulga a produção independente, com todas as possibilidades de pesquisa que o músico criativo pode fazer quando não está atrelado a borderôs das grandes companhias.

Um exemplo é o trabalho de Henrique Band. Bisneto de russo, neto de belga apaixonado por jazz, casou com uma paraense, filha de indianos, que se conheceram no Brasil em pleno carnaval carioca. Do outro lado da família, tataraneto de um basco-francês e neto de um uruguaio. Para ele, a música do mundo inteiro passa por seu sangue. Para Solano Ribeiro,o CD Caleidoscópio, de Henrique Band, tem um som que é a mistura de seu DNA.



Da esquerda para a direita: os discos de Henrique Band, Moisés Santana, Fabiano Medeiros e Anna Lee


Moisés Santana vive em São Paulo há muitos anos. Trabalhou com vários artistas como assessor de imprensa, até decidir mostrar sua voz, fato que remonta à infância, quando fazia parte de coro de igreja na Bahia. Em 2009 lança seu terceiro CD, Verso alegoria, com composições próprias e participação de convidados, caso de Wanderlea.

Um artista que vem de Curitiba onde nasceu, aprendeu e convive com a diversidade cultural. Cantor e ator, ele flerta com o experimental e não tem medo do vermelho sangue latino que corre nas veias de todo o Brasil. É assim que Solano Ribeiro apresenta Fabiano Medeiros. Ele fez parte do grupo Fato e tem um disco gravado, Achado, apresentado neste programa.

Encerra a edição a voz de Ana Lee, que lança seu segundo CD, Minha ciranda. O primeiro foi elogiado no Japão. Este segundo traz ousadias, com a música que fez sob poesia de Emily Dickinson ou o estudo que apresenta tendo como fundo a música de Dorival Caymmi.


Programa apresentado no dia 18 de outubro de 2009.

 

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.


voltar ao topo