Diferentes tendências

Produtor destaca os trabalho recentes do grupo Ruído Fino, da banda Maglore, da cantora Ully Costa e o novo projeto de Martinho da Vila.

Eduardo Weber 05/08/13 18:42 - Atualizado em 16/08/13 21:29

Do interior de São Paulo chega um ruído fino. Da Bahia, quarteto com quatro anos de estrada. Da capital paulista, cantora que participa de dois grupos e agora alça voo solo. E do Rio de Janeiro, o samba.

O grupo Ruído Fino é um octeto que gravou em Araraquara seu primeiro CD, só com composições próprias. Todas tem assinatura da vocalista Fabíola Ognibeni. Das 10 faixas do CD do grupo mais conhecido pelas festas universitárias que costuma animar, você vai conhecer “Apenas Brasileiro”, “D’alma” (parceria com Vinicius Suzuki) e “Contramão”.

O quarteto baiano Maglore não se prende a rótulos das prateleiras das lojas. Porém Teago Oliveira, Leo Brandão, Nery Leal e Felipe Dieder afirmam que música popular brasileira, rock e psicodelia são as bases de seu trabalho, sem contar referências dos Mutantes, João Gilberto e até mesmo Pink Floid. Vamos Pra Rua é o título do álbum que tem participação especial de Carlinhos Brown. Desse trabalho Solano Ribeiro selecionou “Demais” (Teago Oliveira), “Quero agora” (Carlinhos Brown), “Debaixo de chuva” (Rodrigo Damati, Carlos Nery e Teago Oliveira) e “Vamos pra rua” (Teago Oliveira).

A vocalista dos grupos Sandália de Prata e Vozes Bugras comparece pela primeira vez em disco solo no programa que destaca a produção independente: Ully Costa. Com participação especial do grupo Vozes Bugras e do cantor Marcelo Pretto, Ully lança o disco “Quem sou eu”. Das nove faixas do CD, vale ouvir a faixa título, de Pedro Santos, e ainda “O ponto” (Lauro Cechin) e “Pindorama” (Érico Marco).

Com patrocínio de grandes empresas, Martinho da Vila lançou em 2013 dois CDs que fazem parte do projeto Samba Book. Um projeto que conta, além dos CDs, com DVD, fichário com partituras, livro-disco biográfico, site e aplicativo, ou seja, de tudo um pouco para muitas plataformas. Desse trabalho, Solano Ribeiro apresenta Tony Garrido em “Deixas a fumaça entrar” (Martinho da Vila e Beto sem Braço); Grupo Casuarina em “Pra tudo se acabar na quarta-feira”; e o próprio sambista acompanhado pela Orquestra Petrobras Sinfônica em “Tom maior”, um dos primeiros sambas do compositor.


________________________

Solano Ribeiro e a Nova Música do Brasil
Diferentes tendências

Exibido na RCB no dia 04 de agosto de 2013
Apresentação: Solano Ribeiro
Direção: Eduardo Weber

 

O cmais+ é e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.