João Donato e Donatinho, Craca e Dani Nega, Laya e Arnaldo Antunes

Bambas do passado, bambas do presente e gente nova que um dia também vai ser bamba, estão aqui, com Solano Ribeiro

Eduardo Weber 06/07/17 13:27 - Atualizado em 10/07/17 12:41

João Donato e Donatinho, Craca e Dani Nega, Laya e Arnaldo Antunes

João Donato e Donatinho, Craca e Dani Nega, Laya e Arnaldo Antunes

 

Musica de pai e filho para filho e pai. João Donato e Donatinho estão juntos no CD “Sintetizamor”, trabalho com instrumentos analógicos, num clima futurista meio retrô, que passa a ideia dos anos 1980, com aquela mescla de pop e rock, numa linha mais dançante e recheada de sintetizadores. O bamba da bossa nova há 15 anos não lançava um disco de canções. Chega com “Clima de paquera” (João Donato), “Luz Negra (João Donato e Donatinho) e “A lei do amor” (João Donato, Donatinho e Rogê).

 

Craca Beat tem trabalho ligado à expressão visual. Dani Nega é atriz e MC. “Dispositivo tralha” é o primeiro disco da dupla que une grooves étnicos, hip-hop e letras políticas às performances visuais impactantes com uso de tecnologias de sincronismo entre som e imagem, uma invenção de Craca que a define como “uma gambiarrinha tecnológica que conecta seu sistema de som a um sistema de projeção vídeo-mapeada por meio do qual projeta cenas enquanto toca”. No disco, tem “Papo reto”, “Sou preto mesmo” e “Vintage Sci-Fi”, temas ora de um, ora de outro.

 

“Hotel das estrelas” (Jards Macalé / Duda Machado), “Tranquilo, tranquilo” (Laya / Maurício Tagliari) e “Mais brilhante” (Laya) são três das quatorze faixas do CD homônimo da cantora que nasceu na França, de pais do Ceará e do Rio Grande do Sul; viveu desde a primeira infância no Rio de Janeiro e em Fortaleza; e aos 23 anos aportou em São Paulo. Ela é Laya.

 

O astro do rock brasileiro, Arnaldo Antunes, lança seu quarto disco gravado ao vivo, desta vez em Lisboa, no teatro São Luiz, com participação de artistas de lá, entre eles Carminho, Hélder Gonçalves e Manuela Gonçalves. Sob a direção do português André Tentugal. “Ao vivo em Lisboa” é lançado em CD e DVD, com “Velha infância”, “Se você nadar” e “Põe fé que já é”.

 

Solano Ribeiro e a nova música do Brasil.
Domingo, 09 de julho de 2017, 14h00min.
Segunda-feira, 10 de julho de 2017, às 9 e às 21 horas.
Na Cultura FM – Domingo, 28 de maio, às 23 horas.
Apresentação: Solano Ribeiro
Direção: Eduardo Weber

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.