Marcelo Quintanilha, Premê, Saulo Duarte e Trio que Chora

A nova música feita por gente que já tem história

Eduardo Weber 05/07/19 14:38 - Atualizado em 05/07/19 14:40

“Caju – Canções de Cazuza por Marcelo Quintanilha” é tributo ao artista que teria completado 61 anos em 4 de abril último. Marcelo presta homenagem a quem foi uma de suas referências como cantor e compositor. “Caju” também era o apelido de Agenor de Miranda Araújo Neto, o Cazuza. Das 10 faixas do disco, 9 são do homenageado, entre elas “Faz parte do meu show” (em parceria com Ladeira) e “Codinome Beija-Flor” (composta com Reinaldo Arias e Ezequiel Neves). A última do disco é de Marcelo Quintanilha: “Caju”.

 

O grupo nasceu na USP tendo como ponto de partida o humor e qualidade musical baseada em arranjos sofisticados, fundindo mpb, choro, rock e música erudita. Wandi Doratiotto, Mário Manga, Claus Petersen e Marcelo Galbertti formaram em 1976 o Premeditando o Breque, que depois virou Premê. O grupo lança box com sete discos. Seis deles são os originais remasterizados. O sétimo, “Como vencer na vida fazendo música estranha – volume VII” é compilação de músicas censuradas, gravadas em compacto simples e mesmo registros recentes, como é o caso de “Macho OK”, de 2017. No repertório desta edição tem ainda “Zuleika e Gaspar”, “O destino assim o quis” e “Valsa didática”.

 

“Cine Ruptura” é o terceiro disco de Saulo Duarte e a Unidade, produzido em 2016. Mistura de sonoridades regionais com olhar urbano, criando uma estética que o artista classifica como “Brasil amazônico”. Vale conferir “Quem quer que seja” (Daniel Medina), “Uma música” (Saulo Duarte), “Ruptura” (Igor Caracas e Túlio Ribas) e “Essa força” (criação coletiva da banda).

 

A música instrumental está representada no programa pela flautista Marta Ozzetti, pela violonista Rosana Bergamasco e pela percussionista Cássia Maria. Elas formam o Trio que Chora, cujo repertório incluí clássicos da mpb e temas próprios. Solano Ribeiro focaliza seu último trabalho, “Onze”. O título se refere às 11 músicas do CD e também aos 11 anos do trio. No programa tem “O ovo” (Hermeto Pascoal), “Delicado” (Waldir Azevedo), “Bambino” (Ernesto Nazareth) e “Paçoca” (Rosana Bergamasco).

 

________________________________________________________

Solano Ribeiro e a nova música do Brasil.

Domingo, 07 de julho de 2019, às 14 horas.

Reapresentação: segunda-feira, 08 de julho de 2019, às 9 e às 21 horas.

Cultura FM – Domingo, 07 de julho de 2019, às 23 horas.

Apresentação: Solano Ribeiro

Direção: Eduardo Weber

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.