Quarteto Maogani, Qinho, Michelle Abu e Thiago Amud

Em dia com o universo pop

Eduardo Weber 14/05/20 22:39 - Atualizado em 14/05/20 22:44

Capa dos álbuns 'Álbum da Califórnia', 'Ímpar', '#1' e 'De ponta a ponta tudo é praia-palma' (Divulgação)

Marcos Alves, Paulo Aragão, Maurício marques e Carlos Chaves formam o quarteto de violões Maogani. Há 10 anos eles gravaram um disco nos Estados Unidos produzido por Sérgio Mendes, com temas bem conhecidos do público e participação especial de Hamilton de Holanda, Marcos Suzano, Monica Salmaso e Renato Braz. No repertório selecionado por Solano tem “Cravo e canela” (Milton Nascimento / Ronaldo Bastos), “Chovendo na roseira” (Tom Jobim) e “Frevo Rasgado” (Gilberto Gil / Leonardo Bruno).

 

“Ímpar” é título de um dos trabalhos do carioca Qinho, que em 2012 recebeu do programa o Troféu Cata-Vento na categoria pop. Este é seu terceiro disco no qual assume as guitarras, bateria e percussão eletrônica, palmas e vocais. Dedicado a Ericson Pires, Vicente Linhares Coutinho e Morena Rodrigues Coutinho, o disco conta com as músicas “O mundo de Marlboro” (Botika e Carolina Bianchi), “Multidão de ninguém” (Qinho, Omar Salomão e Caio Barreto) e “Sabotagem” (Qinho, Ericson Pires e Rafael Inácio).

 

Ela é baterista, roqueira e baiana de nascimento. Ela é Michelle Abu. No disco “#1” divide autoria de músicas Kleber Albuquerque, entre elas “Leve seu cão pra pensar” e “Classificados”, onde se revela roqueira sem perder a baianidade. De sua autoria ela interpreta “Filha de pai” e de Cássio Calazans, “Igual”.


Caetano Veloso escreveu: Thiago Amud tem atitude vanguardista culta e excelente tratamento técnico". Tem quatro trabalhos publicados. Um deles é “De ponta a ponta tudo é praia-palma”, com obras autorais, que foi definido como sendo “uma visão vertiginosa e onírica sobre a formação do Brasil e da crise de identidade nacional”. No repertório tem a faixa título, “A saga do grande líder” e “Carnaval na Mesopotâmia”.

 

______________________________________________________________________

Solano Ribeiro e a nova música do Brasil.

Domingo, 17 de maio de 2020, às 18 horas.

Reapresentação: segunda-feira, 18 de maio de 2020, às 9 e às 17 horas.

Cultura FM – Domingo, 17 de maio de 2020, às 23 horas.

Apresentação: Solano Ribeiro

Direção: Eduardo Weber

 

O cmais+ é e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.