Renato Martins e Roberto Didio, Henry Burnett, Negra Li e Soledad

Por aqui, o que acontece de novo

Eduardo Weber 12/07/19 14:54 - Atualizado em 12/07/19 14:57

Renato Martins e Roberto Didio, Henry Burnett, Negra Li e Soledad (Divulgação)

Os compositores e sambistas Renato Martins e Roberto Didio são parceiros há 10 anos. Juntos já realizaram mais de 200 apresentações. Chegou o momento de lançarem um disco. Trabalho que tem como título “Gerais”, inspirado no lugar mais popular do estádio de futebol do passado, a geral. O futebol é tema de todas as faixas do CD, incluindo a que dá título ao projeto, “Noite de 77” e “Hino do futebol moderno”, todas da dupla.

 

Ele nasceu em 1971 e viveu em Belém do Pará até os 27 anos. Depois de passar por várias cidades, hoje está em São José dos Campos. Pesquisador da obra do filósofo Nietzsche, Henry Burnett é também compositor e músico. Seu novo disco apresenta uma identidade musical com sua cidade natal, em especial a cena roqueira. O CD “Belém Incidental” chega com “Belém de Passagem” (Henry Burnett / Paulo Vieira), “Reino” (Henrique Burnett / Renato Torres) e “Vozes do Norte” (Henry Burnett).

 

Seu nome de batismo é Liliane de Carvalho. É compositora, atriz, cantora e rapper. Estuda música e piano. Paulistana, foi solista do Coral da USP. Ela é Negra Li. Começou como vocalista do grupo de RZO – Rapaziada da Zona Oeste. No CD “Raízes” ela canta “Venha” (Fábio Brazza, Negra Li e Vulto) e conta com a participação do rapper Rael em “Raízes” (Duani, Fábio Brazza, Negra Li e Vulto) e de Seu Jorge em “Eclipse Lunar” (Júnior Dread, Negra Li e Seu Jorge).

 

Soledad é cearense e mora em São Paulo há quatro anos. Por aqui experimenta novas sonoridades, trazendo para o estúdio instrumentos inusitados como mesa Altec, órgão Minami, echoplex e microfone Eletro-Voice RE5-vintage usados na gravação da faixa “O silêncio e o espaço vazio entre as bocas”, de Vitor Colares. O disco tem como título “Revoada” e no repertório foi incluído o tema “Pássaros, mulheres e peixes”, de Alexandra Leão e Xico Sá. É o segundo CD solo da cantora que também registrou da turma do mangue-beat, Otto e Bactéria, “Amigos bons” e da vanguarda paulistana “Próximos ao máximo” (Alzira E e arrudA).

 

______________________________________________________________

Solano Ribeiro e a nova música do Brasil.

Domingo, 14 de julho de 2019, às 14 horas.

Reapresentação: segunda-feira, 15 de julho de 2019, às 9 e às 21 horas.

Cultura FM – Domingo, 14 de julho de 2019, às 23 horas.

Apresentação: Solano Ribeiro

Direção: Eduardo Weber

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.