Socorro Lira, Ricardo Herz e Antonio Loureiro, Laetícia e Mê

As novidades da Amazônia, da música café-com-leite, um título impensável e a inspiração na mitologia grega

Eduardo Weber 19/01/15 11:18 - Atualizado em 19/01/15 11:22

Nesta edição, Solano Ribeiro destaca o álbum 'Amazônia – entre águas e desertos', de Socorro Lira (Foto: Val Portásio)

Um dia para sentir a Amazônia, as combinações possíveis de cordas e percussão, a mitologia grega em disco e o monstro da barriga esburacada de petipavê.

Socorro Lira é artista cuja proposta de trabalho é nítida, com objetivo claro do que pretende. Em 2011, lançou CD em homenagem ao centenário do compositor e poeta paraibano Zé do Norte. Em 2013, saiu com o disco Singelo tratado sobre a delicadeza, que lhe rendeu o Troféu Cata-Vento pela música do ano, "Pata, humana pata". Agora, apresenta o álbum Amazônia – entre águas e desertos, seguindo com seu recado em defesa do planeta. Hospedou-se em hotel no meio da selva para sentir e gravar sons que inspiraram seu projeto, como nas músicas "Deixa viver" (Socorro Lira), "Calme" (Socorro Lira) e "Saga da Amazônia" (Vital Farias).

Eles provam que é possível combinar cordas com percussão: as cordas do violino paulistano com as baquetas do vibrafone mineiro. Ricardo Herz e Antônio Loureiro estão lançando o CD Herz e Loureiro, com produção musical de André Mehmari. No repertório, música de Egberto Gismonti, a clássica "Cego Aderaldo", e a que provocou o primeiro encontro musical de Ricardo e Antônio, "Quinem quiabo" (Antônio Loureiro), cujo título se inspira na popular "Qui nem jiló" (Luiz Gonzaga / Humberto Teixeira). Mas fica por aí.

Na mitologia grega, Core é a filha única de Demeter, deusa da terra cultivada, a que alimenta os homens. Core é título do novo CD da artista mineira Leatícia, que desenvolveu o projeto cultural Maria Preá, que, além de pesquisar manifestações culturais lembrando e reproduzindo tradições já esquecidas, tem a meta de formar músicos, dançarinos e percussionistas, relembrar e reproduzir tradições já esquecidas. Em seu novo trabalho, Laetícia apresenta os temas tradicionais "Aurora" e "Vem caixeira", a música de Milton Nascimento e Fernando Brant ("Vida") e sua parceria com Alice Ruiz, "Do jeito que você queria".

Ela é Melina Mulazani. Talvez você a conheça pelo seu nome artístico: . Trabalhou com o Mundaréo e no trivocal Noivas do Allfredo. O paulistano André Abujamra foi para Curitiba para produzir o CD O monstro careca da barriga esburacada de petipavê da cantora. A faixa título é de , assim como "Saudade voadora". De quebra, Solano Ribeiro destaca "Oração anticorrupção", de Paulo Teixeira. Em tempo: palavras de André Abujamra: "Vim para Curitiba em função do amor, do maior amor e, quando vi Melina cantando na rua, escutei mil trovões fainados e delicados. Produzi este CD com todo meu coração e alma para uma artista gigante".
 

 

___________

Solano Ribeiro e a Nova Música do Brasil
Socorro Lira, Ricardo Herz e Antonio Loureiro, Laetícia e Mê

Na Rádio Cultura Brasil em 01 de fevereiro de 2015
Apresentação: Solano Ribeiro
Direção: Eduardo Weber

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.