Carlos Rennó: um jogo de palavras

Do Pantanal à Anistia, letrista revê sua trajetória

04/06/18 17:30 - Atualizado em 04/06/18 17:31

Ele nasceu no Vale do Paraíba, passou por Campinas e se mudou com a família para Campo Grande. No Mato Grosso do Sul, ouviu Tetê Espíndola pela primeira vez e resolveu fazer poesia de canção. Caetano, Gil e Chico foram sua referência. Travou contato com a poesia concreta e Augusto de Campos. Se deixou influenciar por João Cabral. Encontrou interlocução com Arrigo Barnabé, de quem foi parceiro.

 

Nesta audição transmitida originalmente em junho de 2018, Carlos Rennó revê suas parcerias, com músicos como Lenine e Chico César, passando pelo sucesso com Arnaldo Black até chegar nas suas letras de dimensão política e social.

 

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.