Celso Sim: da imaginação e da alucinação musical

Compositor e intérprete entre o canto e a atuação

17/07/18 18:07 - Atualizado em 17/07/18 18:19

Celso Sim teve uma formação musical não ortodoxa, convivendo com Jorge Mautner e Nelson Jacobina.

Exercícios diários de improvisação musical abriram os canais para a composição. Como ator, iniciou-se com Myriam Muniz. Viveu intensamente o Teatro Oficina, onde desde 1994 tem atuado como cantor, ator e compositor. No cinema, é autor de trilhas para curta-metragens. Como ator, participou de filmes como “Carandiru”, de Hector Babenco, e “Canção de Baal”, de Helena Ignez.
Nesta edição gravada via skype (Lisboa-São Paulo) em junho de 2018, Celso Sim traça um panorama de sua carreira musical, além de seus projetos junto às artes visuais e ao cinema.

 

Crédito da foto:

Celso Sim por Gal Oppido (divulgação)

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.