Fredera e a história da “moderna” música brasileira

Um dos principais guitarristas do Brasil em dois programas memoráveis

13/02/17 18:26 - Atualizado em 13/02/17 18:29

Sua guitarra lembra o canto da mãe. Frederico Mendonça de Oliveira, o Fredera, é um dos maiores nomes de seu instrumento. Além de instrumentista e compositor, também atuou como artista plástico, jornalista e pesquisador. Autodidata, aprendeu a escrever música em 10 dias, pouco antes de entrar em estúdio para gravar seu primeiro LP solo, "Aurora vermelha". Nascido do Rio em 1945, Fredera cresceu escutando rádio e teve formação fundamental a partir da discoteca da família. Entre o jazz e a música clássica, moldou-se para a música “moderna”. Além de guitarrista solo da banda Som Imaginário - com que acompanhou Milton Nascimento, Fredera tocou com um grande número de artistas, como Gonzaguinha e Raul Seixas, para citar apenas dois nomes. Nesta edição dupla, Fredera assume os microfones para relembrar sua carreira, listar obras de referência para sua formação e, principalmente, revelar  os bastidores da música brasileira da segunda metade do século 20. 

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.