Karina Buhr: da criação e da interpretação

Entre o canto, a percussão, a composição, a escrita e o desenho

27/12/18 14:23 - Atualizado em 27/12/18 14:24

Pioneira, ela começou nos anos 1990 como percussionista dos maracatus de Pernambuco. Brigou para integrar o banco do Cavalo Marinho na mata norte. Em 97, fundou a banda Comadre Fulozinha. Foi abraçada pelo Teatro Oficina e mudou-se para São Paulo. Depois de intensa atividade em cena, sua carreira como cantora solista aparece com três álbuns autorais que projetam seu nome na cena musical contemporânea.  Além de atuar e escrever suas canções, Karina também é autora de prosa e poesia – e desenha. Nesta edição gravada em dezembro de 2018, o universo criativo da artista baiana-pernambucana.

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.