Mario Ficarelli e o vôo da águia

"Eu tenho que escrever a música mais sincera possível. E sem esperar retorno". Nesta edição, entre criadores, gravada em junho de 2006, Ficarelli está em casa

Julio de Paula 02/05/14 20:16 - Atualizado em 02/05/14 20:22

"Sou um cidadão que procura contribuir de alguma forma com a cultura brasileira. E escrevo música, que é o que eu sei", disse Mario (Reprodução)

"Certa noite, eu estava virando o dial do radio, procurando alguma coisa pra distrair. E, de repente, tinha uma música soando, música [clássica] instrumental. Fiquei tão fascinado com aquela música, achei uma coisa... Chamei minha irmã mais nova e comecei a contar uma história pra ela à medida que eu ia ouvindo a música, e dava tudo certo! (...) No dia seguinte, fui novamente para o rádio, achando que ia ouvir aquela mesma música. E veio outra e mais outra, fiquei fascinado, aquele horário passou a ser meu".

Mario Ficarelli (1935-2014), compositor e professor nascido em São Paulo, defendia a liberdade plena. Resguardando a "honestidade na composição" e o "discurso coerente", ele escrevia música se imaginando sentado na plateia de um teatro. "Deixar fluir o inconsciente" – essa era sua técnica de escrita. "Não é uma espontaneidade cega, mas uma espontaneidade organizada, porque houve uma educação anterior", filosofa.

"O compositor já nasce compositor. Ele não nasce sabendo fazer, mas já está no sangue. Então, a escola serve para abrir horizontes. Mas que ninguém pense que vai se tornar compositor fazendo cursos de composição, isso não ocorre. Precisa conhecer muito o repertório, desde a Renascença até os dias de hoje, o máximo que puder. Ele tem que estar todo santo dia se alimentando de música de todo tipo. Seja popular, seja folclórica, dos diferentes países, da música de concerto. Ele tem que conhecer tudo isso para poder naturalmente fazer a sua escolha".

Nesta edição entre criadores gravada em junho de 2006, Mario Ficarelli está em casa. Processos criativos, escolas de composição, ensino da música e crise de comunicabilidade são assuntos em pauta. Águia voando de cima, ele resume: "Sou um cidadão que procura contribuir de alguma forma com a cultura brasileira. E escrevo música, que é o que eu sei".

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.