Tiganá Santana: da Bahia, das Áfricas, das heranças

Cantor e compositor baiano e as origens da sua música

16/04/19 16:22 - Atualizado em 16/04/19 16:27

Ele nasceu em Salvador, fez graduação em filosofia e abraçou a música. Seu interesse por línguas o levou a compor em francês, inglês, espanhol e,  em especial, em kikongo e kimbundu (línguas da Angola e do baixo Congo). Com seu violão-tambor, Tiganá Santana acabou sendo o primeiro autor brasileiro a gravar em idiomas africanos.

 

Tiganá Santana esteve em São Paulo, na semana em que defendia o doutorado, com pesquisa em torno das sentenças proverbiais bantu-kongo iluminadas por Bunseki Fu-Kiau, pensador congolês.

 

Nesta edição em dois programas, transmitidos originalmente em abril de 2019, Tiganá apresenta seus álbuns “Maçalê” (2009), “The Invention of Colour” (2013) e o duplo “Tempo & Magma” (2015), gravado no Senegal.

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.